SINDIÁGUA-PB

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação da Água e em Serviços de Esgotos do Estado da Paraíba

Deusdete voltará à ALPB para defender o aval do espréstimo

1 de março de 2013

1295698989185-deusdete-queirogaOntem, em entrevista a rádio correio Fm, durante o programa “Correio Debate”, Deusdete Queiroga, Presidente da Cagepa, expos a atual situação financeira da empresa e mais uma vez falou da importância desse aval do empréstimo junto a Caixa Econômica. O objetivo, segundo ele, é liquidar os emprestimos feitos com os bancos privados, a juros altos, para um emprestimo a juros bem menores com carência de 2 anos e a um único banco. Esses 2 anos dará a empresa um fôlego para poder investir na área comercial e recuperar os sistemas de abastecimentos de águas e nas redes de tratamento de coleta de esgotos.

Ele confirmou que irá a casa Epitácio Pessoa na próxima terça-feira para dar todas as explicações possíveis, mas externou “ja estou está cansado de tanto explicar, pois todos os deputados e a população já tem a radiografia da empresa e por isso precisamos desse aval”, disse Deusdete.

Já em entrevista ao site parlamentopb.com.br, Deusdete detalha mais a parte finaceira da empresa:

O presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, disse hoje que encontrou muitas dívidas na empresa em valores que chegavam a R$ 190 milhões apenas para bancos. O presidente afirmou que a empresa vem sofrendo uma lenta recuperação, mas que a aprovação do empréstimo de R$ 150 milhões na Assembleia Legislativa é fundamental para melhoria dos serviços.

– A Cagepa estava muito individada e devia 190 milhões de reais a bancos públicos e privados. Acima de tudo, além de sucateada, a empresa estava parada. Encontramos 4 mil ordens de serviço pendentes só na grande João Pessoa e hoje não tem mais isso.

A respeito da situação atual da empresa, o presidente declarou que está havendo uma recuperação das finanças, mas que os débitos ainda atrapalham o desenvolvimento da Cagepa.

– A Cagepa teve em 2010 um prejuizo de 51 milhões de reias em seu balanço. Em 2011 reduzimos para 14 milhões e em 2012 fechamos com um pequeno lucro de 700 mil, isso é lucro do exercício, mas é um avanço significativo. Passamos de R$ 28 milhões para R$ 40 milhões em arrecadação. Se não tivéssemos que pagar os empréstimos, hoje estaríamos equilibrados.

Sobre a votação do empréstimo da Cagepa, Deusdete afirmou que espera a aprovação da matéria.

– Acredito que o número de deputados que votará a favor do empréstimo irá aumentar.

Fonte: Parlamentopb

%d blogueiros gostam disto: