SINDIÁGUA-PB

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação da Água e em Serviços de Esgotos do Estado da Paraíba

SINDIÁGUA-PB realiza Assembleia Ordinária com ampla participação para analisar previsão orçamentária

1 de julho de 2021

DEMOCRACIA ATIVA

Proposta de receitas e despesas foi aprovada pela maioria dos presentes

Na noite desta quarta (30), aconteceu mais uma Assembleia Ordinária do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação da Água e em Serviços de Esgotos do Estado da Paraíba (SINDIÁGUA-PB). Reunindo mais de 65 associadas e associados, foi analisada – após a apreciação pelo Conselho Fiscal do Sindicato – a proposta de orçamento para o ano de 2022.

“Eu creio piamente nessa diretoria”, declarou Pedro Monteval, um dos associados ao analisar a previsão orçamentária.

Por ampla maioria dos votos foi aprovada a proposta de receita e despesas apresentada.

“Nós temos compromisso com este sindicato, cuidamos dele com muito zelo, por isso essa discussão, que é uma ação corriqueira nossa, sobre a previsão orçamentária e a prestação de contas, é sempre analisada pelas trabalhadoras e trabalhadores e apreciada pelo Conselho Fiscal. Zelamos pela transparência e pelo diálogo. Defendemos a história de luta do Sindiágua e prezamos por ela. Temos um orçamento bem cuidado, que dá conta de formação sindical e de defender os direitos de todos os associados, a não privatização das companhias estaduais de água e esgoto e a permanência do saneamento público e para todos os brasileiros. Fizemos uma boa Assembleia e esperamos manter sempre esse compromisso com nossos associados”, disse José Reno de Sousa, presidente do Sindiágua-PB.

José Reno também explicou sobre os contratos relacionados aos contadores, presentes na prestação de contas do Sindiágua-PB. “Tratam-se de contratos de um só escritório de contabilidade, ou seja, trata-se de um só contrato”, disse, pondo fim, dessa forma, a qualquer possibilidade de suspeita levantada em relação ao fato.

O vice-presidente do Sindiágua, Geraldo Quirino, frisou a organização e compromisso da gestão com o patrimônio da entidade, lembrando que este tem sede própria em João Pessoa, Guarabira, Patos e Sousa, “oportunidade que pouco sindicatos tem”.

Durante a Assembleia, em vários momentos, também foi comentado os retrocessos que o país vem enfrentado com as políticas do governo Bolsonaro, além da entrega do saneamento para a iniciativa privada e o ataque aos servidores públicos, com a proposta da reforma administrativa.

William Carlos, também da diretoria, aproveitou o momento final da Assembleia para convidar os presentes a participarem do ato do dia 3 de julho que pede o impeachment de Bolsonaro, sendo aclamado pela ampla maioria dos participantes.

A Assembleia foi realizada de forma online e amplamente divulgada para que todos pudessem participar do momento.

#VivaoSindiáguaPB

#vivaademocracia

#VivaoSindicalismo

Por: Heloísa Sousa

%d blogueiros gostam disto: